Notícias

Reabertura de 140 anos de história

É um dos espaços verdes mais importantes da cidade de Lisboa e faz parte do Museu de História Natural e da Ciência. Foi fundado em 1878 no antigo Colégio dos Nobres e classificado como Monumento Nacional em 2010, sempre teve uma base de ensino e investigação da Botânica na Escola Politécnica. Alvo de obras de requalificação, durante ano e meio, por parte da Câmara Municipal de Lisboa (CML) ao abrigo do orçamento participativo de 2013, o Jardim Botânico de Lisboa voltou a reabrir ao público em 22 de abril.

A cerimónia de reabertura do Jardim contou com a participação do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, do vereador do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia, José Sá Fernandes, e do reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra.
As mudanças podem não ser logo percetíveis mas a principal intenção foi recuperar as infraestruturas e logo à entrada há novas plantas, novos pavimentos, gradeamentos recuperados e mais bebedouros. O sistema de rega foi também melhorado e ampliado como forma de reduzir o desperdício de água. Fez-se ainda a instalação de novas redes no subsolo, elétricas e não só, para iluminar o jardim e, entre os diversos melhoramentos e mudanças, destaque para o novo anfiteatro no arboreto, única construção nova, destinada a eventos de cariz cultural.

Quatro hectares, localizados na Rua Escola Politécnica 54, no Príncipe Real, geridos pela Universidade de Lisboa e o Museu Nacional de História Natural e da Ciência, onde é possível encontrar plantas de todo o mundo e observar coleções botânicas ali plantadas ao longo de 140 anos.