Notícias

BACS recebe lançamento de novo livro de Ondina Pires

“As conceções religiosa, estéticas e morais não foram, por certo, numa qualquer época desconhecida, senão uma só” (Nietzsche). Seguindo (quase) este princípio, Ondina Pires lança um livro onde revela o seu lado mais popular/kitsch associado à vertente religiosa.

“Fátima Kitsch: outra estética” é o mais recente livro da autora, que foi lançado na Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna, a 6 de maio.

“Trata-se de um guia cultural sobre aspetos pitorescos de objetos religiosos que têm por tema Nossa Senhora do Rosário de Fátima e os três pequenos videntes, mais conhecidos por os Três Pastorinhos” – um universo de que se admite fã e colecionadora ávida, por a achar “inspiradora”, esclarece.

Ondina Pires tem o seu nome ligado a bandas como: Pop Dell’Arte, Ezra Pound & A Loucura ou Great Lesbian Show, como baterista, compositora, vocalista e performer e ainda às artes plásticas. E de forma pessoal, quase antagónico ao seu “lado de cultura elitista”, liga o seu nome “ao fenómeno de Fátima cristalizado num merchandising popular/kitsch e olhado com preconceito pelos ditos bem pensantes.”

O livro é, assim, um convite, a crentes e não-crentes para conhecerem aspetos simbólicos da iconografia de Nossa Senhora de Fátima, numa viagem entre as palavras de Ondina Pires e a imagem de Sérgio Lemos.

Um livro repleto de bom-humor, diferença, espírito de aventura e desafiante, como quem o escreve.