+351 218 855 230     info@jfsantoantonio.pt
Lisboa:

Notícias

Previous Next

Pelo quarto ano os alunos da Universidade Sénior de Santo António de Lisboa (USSAL) demonstraram que independentemente da idade nunca é tarde para aprender a tocar um instrumento. Haja força de vontade e persistência por parte de alunos e professores que, no dia 22 de junho, prepararam o recital dos alunos de piano e flauta transversal na Igreja de São Mamede, com o apoio da Freguesia de Santo António.

Um trabalho levado a cabo pelo Professor Maestro Carlos Cordeiro onde foi possível ouvir, perante uma assembleia cheia, obras de Villani Cortes, John Thompson's, Thomas Bayly, Mozart, Henry Van Gael, Annick Chartreux, Sidney Arodin, Morris, Albert, Gabriel Fauré, Massenet, C. Galos, Gluck, Badarzewska, Brahms e J.Strauss.

Vasco Morgado, Presidente da Freguesia de Santo António, Sara Amâncio, Presidente da Assembleia de Freguesia e o Padre Ismael Teixeira, Pároco da Igreja de São Mamede, marcaram presença.

No final o presidente da freguesia agradeceu o trabalho, a dedicação e a “força de vontade com que a professora Maria Antónia (responsável pela área pedagógica da USSAL) tem conseguido levar a bom porto a universidade sénior”. Como realçou o “profissionalismo dos alunos” que tornaram a tarde de sábado inesquecível.

O Padre Ismael sentiu-se grato por presenciar um momento como este onde se vê “que não há impossíveis. É sempre tempo de aprender e obrigada por nos demonstrarem isso”.

Uma forma de conhecer a oferta curricular desta universidade que pretende que os seniores partilhem saberes, experiências de vida e criem laços.

As crianças, a partir dos 3 anos, e os jovens usufruem de um leque diversificado de modalidades artísticas e desportivas no Estúdio Bússola da Freguesia de Santo António. A funcionar, de segunda a sexta, na Rua da Fé, nº46 A, este espaço polivalente aposta na componente artística e criativa. E como forma de demonstrar o trabalho desenvolvido ao longo do ano letivo, no dia 19 de junho, decorreu o Sarau Bússola.

A primeira turma a “subir ao palco” foi a do Ballet e da Dança. Num ambiente descontraído entre alunos, professora e o público, foi possível interagir e entrar na história dos mais novos. “O trabalho que fazemos aqui é ajudar as crianças a desenvolverem-se para quando tiverem idade para escolherem o que mais gostam (ballet ou dança). Para que depois estejam preparadas para fazerem movimentos mais específicos”. Tal como nos explica a professora Daniela, que apesar da sua licença de maternidade, quis ver as “suas meninas”.

As vestimentas da Inês e da Diana rapidamente indicam que são esgrimistas. Outra das modalidades do Estúdio Bússola que em setembro arranca com uma novidade: aulas para adultos. Já não há desculpa para conhecer esta modalidade que, segundo o Professor José, ensina-nos muito. “A esgrima para mim trouxe força física, controle, concentração, espírito de luta. Ajuda-nos a lutar para a vida”.

A música voltou a encher a Sociedade Filarmónica João Rodrigues Cordeiro com as violas do Professor Afonso e dos seus alunos (Catarina e João) que tocaram Autumn Leaves (canção de Eva Cassidy) ajudando aquecer o ambiente para a última atuação. A bateria com Henrique ao comando, deixou no final o professor David satisfeito com a evolução do jovem.

A acompanhar este dia esteve o Presidente da Freguesia de Santo António, Vasco Morgado, que realçou o empenho dos professores bem como dos alunos. Como agradeceu aos presentes a confiança nestas modalidades que a freguesia tem ao dispor de todos.

 

Na cabeça ora sardinhas, ora manjericos, ora canecas de cerveja… as pessoas vestem-se a rigor no mês dos arraiais. E não importa se durante o resto do ano os pés são de chumbo, porque as noites de junho são para todos aqueles que se querem divertir. Seja a dançar ou a cantar entre família, amigos ou colegas de trabalho.

E antes do pezinho de dança é impossível ficar indiferente aos sabores que se fundem nas ruas. A tradicional sardinha assada, as bifanas (no prato ou no pão), os enchidos, o belo do caracol… tudo sempre bem acomodado e preparado para as noites mais longas dos lisboetas.

A Praça da Alegria também se vestiu a rigor para a quinta edição do Arraial de Santo António. Durante 17 dias – 31 de maio a 16 de junho – a animação foi garantida para os milhares que escolheram o arraial mais santo da cidade de Lisboa.

E se de repente todos punham “a mão na cabecinha e outra na cinturinha”, e entre “ir a cima e ir a baixo”, o ambiente ia aquecendo. Outros aproveitavam para entrar no comboio que “lá ia apitar” à beira da fonte na Praça da Alegria. No fim de contas, o que se pretendia era dançar “Toda a noite”.

Para dançar nada melhor do que a música ao vivo. Todas as sextas, sábados e vésperas de feriado, quem “nasceu para a música” subiu ao palco do Arraial de Santo António. Ricardo Alcaide e Bruno Coelho (31 de maio), Noémia e António Cardoso (1 de junho), Quina Barreiros (7 de junho), Miguel Dias (8 de junho), Hélder Pereira e Sara Pessoa (9 de junho), Nuno Ropio, Luís Rouxinol e Pedro Costa (12 de junho), Manuel Marques e Nuno Ropio (14 de junho) e Tecl-Acord (15 de junho).

E apesar dos presentes quererem sempre mais uma música, o Arraial de Santo António sempre respeitou o descanso dos fregueses que moram nas redondezas. Por isso de domingo a quinta a música ao vivo era até às 22h e às sextas, sábados e vésperas de feriado até à meia noite. A noite de Santo António foi a única exceção onde a festa com a música ao vivo decorreu até à uma da manhã.

A tradição foi mais uma vez cumprida não só na Praça da Alegria com o arraial como na Avenida da Liberdade onde as marchas populares desfilaram. Este ano os nossos parabéns à Marcha do Alto do Pina pela vitória.

Veja AQUI os melhores momentos do Arraial de Santo António 2019.

Veja AQUI os melhores momentos da noite mais longa da cidade de Lisboa.

A noite convidava a sair e muitos foram aqueles que se juntaram à festa da Fundação Árpád Szenes-Vieira da Silva (FASVS) para festejar os 25 de abertura do Museu com o aniversário do nascimento de Maria Helena Vieira da Silva, que coincide com o dia de Santo António.

O ponto alto da festa decorreu ao ar livre com o VÍDEO MAPPING com duas projeções de aproximadamente 10 minutos cada na fachada do Museu. Envolvido no Jardim das Amoreiras, este espetáculo, concebido de raiz, permitiu que as obras de Vieira da Silva fossem alvo de animações, efeitos e desconstruções pela Oskar & Gaspar, ao som da banda sonora de Rodrigo Leão. Uma forma de conciliar as obras no sentido mais clássico com a era do digital, permitindo aos espetadores uma aproximação à arte através de uma experiência única de cor, texturas e som.

“É a primeira vez que se faz em Portugal um trabalho deste sobre uma artista portuguesa e só podia ser a Vieira da Silva. Toda a sua obra é sobre o espaço, as perspetivas, os labirintos e é uma das artistas mais conceituadas do mundo. Por isso o resultado de tudo isto só podia ser mágico”. Quem o afirma é Marina Ruivo, Diretora da FASVS, que para esta projeção multimédia se associou à EGEAC – Festas de Lisboa, à Freguesia de Santo António e ao Centro Colombo, contando com o apoio da Fundação Millennium e do Banco Oficial Donativos Millennium BCP.

O programa da iniciativa Vieira da Silva em Festa, que teve início logo na manhã de 13 de junho, incluiu uma Feira do Livro de Arte, no Jardim das Amoreiras, visitas guiadas às exposições patentes e atividades para as famílias no Museu. Destaque para a exibição do filme Correspondências de Rita Azevedo Gomes e um concerto dos Jovens Solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Uma forma de “promover o conhecimento da vida e obra da artista, atraindo novos públicos, e revitalizar o Jardim das Amoreiras, como espaço de lazer e como polo cultural e artístico, em parceria com outras instituições”.

No ano em que a abertura do Museu ao público comemora 25 anos, a FASVS e o Centro Colombo dão as mãos para celebrar uma das mais notáveis artistas portuguesas. A 9.ª edição de A Arte Chegou ao Colombo é dedicada a Vieira da Silva com uma exposição que pretende ser uma experiência imersiva de arte digital e multimédia, que usa a perspetiva, a cor e a forma para celebrar 35 obras da artista acrescentando-lhes vida digitalmente e desconstruindo-as de forma inédita. Patente de 26 de junho a 26 de agosto na Praça Central. A entrada é gratuita.

 

Os pequenos passos e a correria das crianças contrastam com os primeiros acordes dos músicos que se preparam em palco. A tarde é de tradição na Praça da Alegria que se encheu para ouvir cantar o fado. Este ano com uma homenagem muito especial a Fernando Costa.

Os filhos - Vanda, Pedro e Bruno – encarregues de continuar o trabalho do pai afirmaram que “o palco era o sítio que (Fernando) gostava de estar” e “organizava esta tarde de uma forma exemplar”. O presidente Vasco Morgado lembrou um amigo de quem tem “muitas saudades” e esta iniciativa nasceu entre a “Rua Luciano Cordeiro com a Padre Luís Aparício, após um desafio do Fernando”.

Joaquim Maralhas foi o apresentador de um leque muito variado de fadistas, tais como Augusto Ramos, Maria Armanda, Tiago Correia, Rute Soares, Alcino Bom, Beatriz Felício, Marcelo Costa e Mel. O elenco do Café Luso também marcou presença neste tributo com Elsa Laboreiro, Catarina Rosa, Filipe Acácio e Cristiano Sousa. Acompanhados por Sandro Costa e Sérgio Costa (Guitarra Portuguesa), António Neto (Viola de acompanhamento de fado) e Jorge Carreiro (Baixo).

Todos lembraram Fernando Costa como um “amigo”, um “homem sempre bem-disposto”, “um tio” e “um avô” que deixa saudades.

A tarde de 10 de junho foi de emoção num dia em que a cultura e a tradição estiveram de mãos dadas.

Veja AQUI os melhores momentos da tarde de Fados na Praça da Alegria.

A Junta de Freguesia de Santo António alertou, na quarta-feira, para o fecho da 22ª Esquadra do Rato no período das 00h às 08h, em defesa dos nossos fregueses e de todos os que nos visitam. O Presidente da Freguesia de Santo António, que desde a primeira hora reagiu com indignação, foi informado por um responsável policial de que a esquadra “volta a funcionar ininterruptamente, mantendo o atendimento ao público em permanência”.

Vasco Morgado diz-se “satisfeito por o bom senso ter prevalecido”, uma vez que a segurança das pessoas e dos seus bens não tem horas.

De relembrar que ao longo dos tempos a Freguesia de Santo António tem assistido ao encerramento de diversas esquadras policiais. Rua das Taipas, Praça da Alegria e Santa Marta.

De referir que a esquadra tem no seu corpo ativo 56 Agentes e apenas 1 carro de patrulha, sendo das freguesias de Lisboa com mais comércio e mais turismo, com cerca de 12 000 mil moradores, recebendo diariamente mais de 200 0000 pessoas, a todas as horas do dia. A 22ª Esquadra do Rato tem permitido um maior policiamento de proximidade e um sentimento de maior segurança nos cidadãos, não existindo nenhuma outra esquadra no território da Freguesia de Santo António.

Os Serviços da Freguesia de Santo António irão realizar uma empreitada de Manutenção de Pavimentos em Calçadas – nomeadamente na Rua Mãe d'Água e Alto do Penalva. Os trabalhos têm como objetivo a requalificação tanto dos passeios, com a instalação de pavimento antiderrapante, e da via de circulação, de modo a aumentar o espaço de estacionamento automóvel.

A Freguesia de Santo António lembra que a segurança das pessoas não tem hora

O Governo decidiu encerrar o atendimento das zero horas às oito da manhã da única esquadra da PSP localizada na Freguesia de Santo António. Decisão essa que repudiamos veementemente.

Ao longo dos tempos temos assistido nesta freguesia ao encerramento de diversas esquadras policiais. Rua das Taipas, Praça da Alegria, Santa Marta

No dia 10 de junho pedimos silêncio na Praça da Alegria para ouvir cantar o fado.

Joaquim Maralhas será o apresentador de um leque muito variado de fadistas, tais como Mel, Rute Soares, Beatriz Felício, Tiago Correia, Marcelo Costa e Alcino Bom. Acompanhados por Sandro Costa, António Neto e Jorge Carreio.

Pelas 15h junte-se a esta homenagem a Fernando Costa, onde vão estar presentes alguns convidados especiais. Augusto Ramos, Bernardo Espinho, Maria Armanda, Catarina Rosa, Cristiano Sousa, Elsa Laboreiro, Filipe Acácio, Yola Dinis e Sérgio Costa (músico).

A entrada é livre.

Não há em Lisboa arraial mais santo!

O azul, o branco, o rosa, ajudavam a formar os arcos de balões que davam as boas vindas às centenas de crianças e famílias que decidiram passar o Dia Mundial da Criança no Jardim Marcelino Mesquita (Jardim das Amoreiras).

Há brincadeira no Jardim foi o mote para celebrar a tarde do dia 1 de junho entre pinturas faciais, trampolins e um oceano de bolas. O espaço devidamente identificado com placas e planta do evento, estava dividido por atividades. De um lado do jardim os jogos tradicionais; junto à fonte os ateliers de pintura de azulejos e de t-shirts e o photo booth onde os acessórios ajudavam a criar a melhor recordação fotográfica deste dia. Para além disso, foi possível andar nos zoo cars (animais elétricos); nos insufláveis (bootcamp, floresta mágica e bungee basket). E para adoçar mais o dia nada como ter gelados, pipocas e algodão doce, oferta da Freguesia de Santo António.

A Carlota de 8 anos confessa que este dia foi especial porque teve “muita brincadeira e jogos” e o Dia da Criança é o dia em que “todas as crianças estão contentes e felizes”. Já o jovem Tiago gostava que este dia fosse todos os dias.

No final do evento, as opiniões das famílias que os acompanhavam foram unânimes:

“Uma tarde maravilhosa. Estava tudo ótimo e as crianças adoraram” (Cláudia Sousa)

“Dou os meus parabéns à Freguesia de Santo António. O espaço estava muito bem decorado e tinha muita sombra” (António Rodrigues)

“Os meus filhos gostaram de tudo. Sobretudo quando descobriram que tinham pipocas, algodão doce e gelados gratuitos” (Joana Pereira)

Para aceder à fotografias do evento clique AQUI

Previous Next

A Freguesia de Santo António antecipou a celebração do Dia Mundial da Criança nas escolas. No dia 31 de maio a EB1/JI São José abriu as suas portas para receber os colegas da EB1/JI Luísa Ducla Soares. Um dia em que os livros e as canetas ficaram de parte para dar lugar à diversão.

O circo ambulante começou por fazer as delícias dos mais pequenos com malabarismo e muita brincadeira à mistura. Tempo depois para ir até ao recreio para escolher entre as pinturas faciais, os balões e os jogos tradicionais (ex: jogo com corda, corrida de sacos, ultrapassar obstáculos).

No fim do dia, a freguesia ofereceu a todas as crianças uma garrafa para a água e uma lancheira de pano, esta última feita pelas utentes do Cantinho dos Lavores. Ambas as lembranças com o objetivo de combater o plástico.

Os SERVIÇOS DE ATENDIMENTO e ESPAÇO CIDADÃO da Alexandre Herculano e Calçada Moinho de Vento da Freguesia de Santo António já têm Terminal de Pagamento Automático (TPA) que permite aceitar pagamento por: VISA, VISA ELETRON, INTERLINK, MASTERCARD, MAESTRO, MULTIBANCO e MBWAY. E ainda a possibilidade de permitir o pagamento de cartões com tecnologia contactless.

A melhorar o serviço para os nossos fregueses com um dos meios de pagamento mais utilizado em Portugal.

Previous Next

Somos convidados a entrar na cidade da Alegria pela mão de José, um menino de olhos azuis e de cabelo castanho. Todos os dias ajuda a sua tia na loja do suspiro. Mas ele sonha com algo mais: tornar a vida melhor e mais agradável para quem vive naquela cidade.

Para que isso aconteça junta-se ao capitão do exército das formigas, a uma formiga brasileira, a uma formiga francesa e a um bicho de contas. Entre muita brincadeira e música sonham em fazer o maior suspiro do Mundo, mas percebem que “não basta sonhar, é preciso concretizar”.

Das prateleiras para os palcos, o livro de Natacha Summer Ferreira lembra-nos que é possível realizar os nossos sonhos.

“O José é na verdade o meu avô José Ferreira, por isso ele tem este cabelo e olhos azuis porque o meu avô é assim. E este livro surge porque cria muito contribuir para a educação e cultura do nosso país, como também queria muito homenagear os avós portugueses. O meu avô foi tão importante na minha vida que hoje este livro já faz parte do Plano Nacional de Leitura. E acabou por crescer e está em formato musical com uma componente pedagógica que nos ensina que para um sonho se realizar é preciso concretizar”. Palavras da autora visivelmente orgulhosa e feliz deste seu primeiro livro que se transformou num musical, produzido pela Companhia da Esquina, o qual as crianças das escolas da Freguesia de Santo António tiveram a felicidade de assistir no dia 29 de maio, no Teatro Villaret.

“José, o menino do suspiro”, é uma aventura destinada às crianças e aos adultos, com músicas originais e um elenco divertido (André Nunes, Diogo Bach, Joana Brito Silva, Marta Andrino, Paulo Vintém, Pedro Pernas, Quimbé e Sofia Duarte Silva) que cria memórias felizes a quem se atreve a sonhar. E esta aventura de José não ficará por aqui, uma vez que a autora garantiu já estar a pensar noutra história para este menino.

 

Créditos das fotografias: Tiago Seither Afonso

O que é um contador inteligente?

Os novos contadores inteligentes são os novos aparelhos de medição de eletricidade e que fazem parte de um plano de nacional de instalação no mercado livre de luz e gás em Portugal.

Estes aparelhos apresentam um conjunto de vantagens para o consumidor, pois permitem o envio de leituras de forma automática, havendo um maior controlo a nível dos consumos, evitando leituras estimadas e regulando a faturação,

O que é a tarifa social de eletricidade e gás?

A tarifa social de eletricidade e gás natural atribui aos consumidores com maior carência económica, uma redução no valor da fatura de luz e gás.O desconto na eletricidade é de 33,8% e no gás natural é de 31,2%. Esta proposta é válida e igual para todas as companhias de eletricidade e de gás natural no mercado livre energético.

Como pedir a tarifa social?

A aplicação da tarifa social de energia é efetuada de forma automática, sendo que as informações sobre os consumidores elegíveis são enviadas às empresas de energia, através da Direção Geral de Energia e Geologia.

Em alternativa, e em caso de saber que tem direito ao mesmo, mas se não tiver sido aplicado ainda, o beneficiário poderá solicitar o desconto junto da Autoridade Tributária e da Segurança Social.

Quais os requisitos para beneficiar da tarifa social na minha fatura?

As condições de atribuição da tarifa social estão relacionadas com salário anual familiar e/ou as prestações sociais atribuídas pela Segurança Social. Além disto, a potência contratada na eletricidade não pode ser superior a 6.9 kWh. No caso do gás natural o escalão de consumo deverá ser entre o 1 e o 2. O contrato deve destinar-se apenas ao consumo doméstico.

O gás de botija também tem tarifa social?

Os apoios sociais serão alargados ao gás de botija, já que existe um projeto-piloto, desenvolvido pelo Estado, cujo o objetivo é apoiar os consumidores que com uma redução no preço do gás de botija. Este projeto-piloto, atualmente com dez municípios, pretende abranger todos os consumidores economicamente carenciados em todo o país.

Para mais informações, consulte:

https://www.tarifasocial.dgeg.gov.pt/

Informamos que já se encontra disponível no nosso ESPAÇO CIDADÃO o serviço de RENOVAÇÃO DO CARTÃO DE CIDADÃO.

A renovação do Cartão de Cidadão no nosso ESPAÇO CIDADÃO só é permitida nos seguintes casos:

- Cidadãos nacionais que tenham completado 25 anos de idade, titulares e possuidores de Cartão de Cidadão e que não careçam de acompanhamento;

Até ao dia 7 de junho, os polos da Freguesia de Santo António aceitam inscrições para as Férias Grandes Bússola. Destinadas a jovens dos 10 aos 16 anos, os mesmos podem ser inscritos num dos seguintes turnos: 17 a 28 de junho | 1 a 12 de julho | 15 a 26 de julho | 29 de julho a 9 de agosto.
Para estas férias, que decorrem de 17 de junho a 9 de agosto, das 9h às 18h, estão previstas idas à praia e piscina, jogos de dinâmica, karts de pedal e muitas outras atividades pensadas para os nossos jovens.

Para aceder à ficha de inscrição clique AQUI.

O programa inclui praia, piscina, jogos de equipa, peddy paper, cinema e muita diversão. Já pode consultar o programa dos turnos AQUI.

Mais informações através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Oito dias de difusão de 46 filmes em português entre curtas, longas-metragens e documentários marcaram a 10ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin).

Uma “verdadeira festa de cinema em língua portuguesa” segundo Adriana Niemeyer, diretora artística do FESTin, que prometeu durante o encerramento do festival, no Cinema São Jorge, que este seria para “continuar por mais uma década”.

MAGAZINE SANTO ANTÓNIO

APP DE SANTO ANTÓNIO

A aplicação para dispositivos móveis da Freguesia de Santo António permite que aceda, de forma simples e gratuita,  à informação, agenda, noticias e serviços da sua freguesia e reportar "problemas na minha rua" que eventualmente surjam. Basta que se registe na nossa plataforma.

 

Para mais informações comunicacao@jfsantoantonio.pt

Descarregue aqui a APP

Disponível em iOS e Android