Estamos na Rua da Escola Politécnica, nº225, no início do século XX, numa das mais importantes oficinas de arte em vitral em Portugal: a Oficina de Vitrais e Mosaicos de Arte Ricardo Leone. Fundada em 1905 pelas mãos do mestre Cláudio Azambuja, o discípulo Leone, que passou por todos os setores de laboração da empresa, adquiriu a oficina em 1920. E foi na década de trinta e quarenta que o seu trabalho se distinguiu pela qualidade de execução. Daqui resultaram os vitrais mais importantes que ainda hoje se podem admirar no Mosteiro da Batalha ou na feitura de vitrais da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Lisboa. Leone viria a falecer em 1971 e com ele a sua oficina.

Um espaço que voltaria a ser devolvido à cidade depois de tantos anos fechado ao público. A 21 de novembro de 2017 a oficina de arte funde-se com a arte dos livros.

“O que eu acho muito bonito nesta livraria é que ela conta uma história vivida e verdadeira. Os livros casam maravilhosamente com o espaço. Tudo brilha quer os livros, quer a estrutura original”. Conta-nos Edgar Santos, Gerente da Livraria Almedina Rato, que nos guia nesta viagem única onde a convivência com o livro nos transporta para o que existia anteriormente.

Onde hoje estão estantes com livros, estavam copos com as tintas onde se faziam misturas para pintar os vitrais. Existem fornos de cozedura portáteis (ex: descobrimos um com a seguinte assinatura José 8/1/64), foram preservados os guichets para pagamentos e de expediente da oficina bem como as mesas de corte de vidro. O escritório de Ricardo Leone, onde está a sua antiga secretária, está hoje reservada à Arte, às Viagens e à Literatura em Língua Estrangeira. No coração da livraria, onde funcionava o ateliê da oficina, encontramos a Ficção, a Poesia, as Ciências Sociais e Humanas. O ADN da Almedina, a área jurídica, bem como a literatura infantojuvenil, têm outras zonas distintas. “Temos a sorte de poder fazer isto, ou seja, ter uma sala isolada cada uma mais bonita que a outra onde podemos destacar cada uma das áreas”.

Um espaço especial e histórico na nossa freguesia que agora tem um jardim onde os leitores podem usufruir de um espaço único para ler mesmo no centro da cidade.

Aberta de segunda a sexta, das 10h-19h, na rua da Escola Politécnica, nº225. O telefone é o 21 199 1551. A Almedina dispõe de site (www.almedina.net) que funciona como uma loja online.