+351 218 855 230     info@jfsantoantonio.pt
Lisboa:

Notícias

Previous Next

Quem o afirma é a Coordenadora Nacional do Bloco de Esquerda, na visita ao Espaço Júlia – RIAV (Resposta Integrada de Apoio à Vítima), durante a tarde de 12 de janeiro de 2022.

Recebida pelo Presidente Vasco Morgado, Catarina Martins ficou satisfeita com a resposta integrada que encontrou na Freguesia de Santo António.

“O Espaço Júlia é um exemplo no país. Pela formação que têm os agentes da PSP, pela ligação que têm também com os técnicos sociais e pela forma como dão uma resposta integrada, articulando as várias instituições necessárias”.

É esta articulação entre os técnicos sociais, os agentes policiais e as outras instituições para ajudar a vítima de violência doméstica, que “funcionamos muito melhor em rede”. Reforçou Inês Carrolo, Diretora Técnica do Espaço Júlia, que em conjunto com o Chefe Dias, Responsável da PSP no Espaço, afirmaram que “as mentalidades não mudam por decreto e que por detrás de cada número há uma história que é necessário conhecer”.

O Presidente da Freguesia de Santo António pretende ir mais além. “Estamos em negociações com o Hospital Júlio de Matos e outras instituições para ganharmos uma via verde para as vítimas, para que as pessoas encontrem aqui um espaço seguro, um espaço diferente”.

Um espaço que deve ser replicado pelo país como afirmou Catarina Martins “tanto por responder articuladamente sobre as várias instituições que ajudam as vítimas como também pela extraordinária formação que têm os agentes da PSP e os técnicos sociais que aqui trabalham".

A acompanhar a visita esteve também a Deputada do Bloco de Esquerda, Beatriz Gomes Dias.

O Espaço Júlia nasce de um protocolo tripartido - Freguesia de Santo António, o Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública e o Centro Hospitalar Lisboa Central – levando à criação de um espaço único no país, desde julho de 2015.

 

 

O ano de 2021 não foi o ano que esperávamos que fosse.

Contávamos com o final da pandemia para recuperarmos as nossas vidas e a normalidade que estávamos habituados. Não foi possível... Mas mesmo isso mantivemos a esperança, o otimismo e a coragem de seguir em frente.

O ano arrancou com a realização da Eleição Presidencial, para a qual alocamos 60 funcionários da freguesia. Garantindo a higienização permanente dos espaços e encaminhamento dos cidadãos aos locais de voto.

Levámos o amor, a música e a boa disposição à casa dos nossos fregueses com o Baile de São Valentim realizado via streaming.

Homenageamos, no Dia Internacional da Mulher, o trabalho das mulheres da nossa freguesia. Agradecendo a sua dedicação, paixão e a sua resiliência nas mais diversas áreas em que atuam.

Constituímos uma equipa para ajudar no preenchimento dos censos porque na nossa freguesia contamos todos, mas acima de tudo, CONTAMOS COM TODOS.

Dada a pandemia operámos da forma mais segura possível e não deixámos de dar resposta a novos problemas que nos surgiam. Como foi o caso do agravamento dos problemas psicológicos, levando ao alargamento do Projeto Farol à Saúde Mental.

A Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna não deixou de levar histórias aos mais novos e aos mais velhos, nem experiências aos mais jovens. Tendo no início do ano recorrido a sessões online, mas no final do ano já contou com a retoma de algumas atividades presenciais.

Continuámos a apoiar o comércio local, dando voz a Lojas com História e a espaços inovadores em Santo António que continuam de Portas Abertas.

A cada Notícias Bússola estamos a deixar que os nossos jovens do Projeto Bússola conheçam melhor Santo António como descobrimos a cada noticiário talentos muitas vezes escondidos.

E apesar de todas as vicissitudes, fizemos de 2021 um ano em bom. Unimos esforços para estarmos presentes em todas as situações, mesmo naquelas que não estão ligadas diretamente à nossa freguesia.

Alterámos a toponímia das nossas 130 ruas para celebrar o Dia Mundial do Teatro, e homenagear os artistas portugueses.

Voltámos à Praça da Alegria para celebrar com os nossos fregueses o tradicional Magusto. Já todos tínhamos saudades do crepitar das castanhas.

E sendo esta a freguesia de Lisboa com o maior número de teatros, apresentámos a candidatura do Teatro de Revista a Património Imaterial da Humanidade.

Foram 365 dias a caminhar não à frente, nem atrás, mas sim, lado a lado dos NOSSOS. E no final de tudo as nossas equipas continuam a ser a chave do sucesso de cada operação, mostrando uma vontade e um empenho renovado a cada novo desafio.

Que 2022 seja agora preenchido com novos sonhos, novos projetos, espírito positivo, alegria e esperança.

Previous Next

Na manhã de 8 de janeiro o Espaço Júlia recebeu a visita do deputado Ricardo Baptista Leite, que já tinha aqui passado várias vezes, mas que, pela primeira vez, teve a oportunidade de “falar com os responsáveis e compreender o papel importante que a Junta de Freguesia tem na sua origem, no seu financiamento e na manutenção da sua atividade”. 

O deputado considera que “temos que ter uma cultura de tolerância zero face à agressão” e que “quem for vítima de violência tem no Espaço Júlia um espaço seguro, onde pode encontrar pessoas capazes de ajudar”.

Nesta visita foi possível recolher “uma série de contributos e, sendo nós candidatos a deputados, alterações que precisamos de fazer do ponto de vista legislativo para garantir que a resposta à violência doméstica seja cada vez mais eficaz”, afirmou Ricardo Baptista Leite.

O trabalho do Espaço Júlia – RIAV (Resposta Integrada de Apoio à Vítima) foi elogiado e reconhecido como fundamental no apoio às vítimas de violência doméstica, tornando-se um exemplo a seguir.

Este projeto resulta da cooperação entre a Freguesia de Santo António – Lisboa, o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central e da 1.ª Divisão Policial do Comando Metropolitano de Lisboa – Polícia de Segurança Pública (PSP).

Esta quinta-feira, dia 06 de janeiro de 2022, após reunião de Conselho de Ministros, o primeiro-ministro apresentou novas medidas que entram em vigor já esta segunda-feira, dia 10 de janeiro.

Isolamento: 

  • Isolamento só de casos positivos e coabitantes;
  • Pessoas com dose de reforço não precisam de ficar em isolamento, salvo se testarem positivo.

Testagem: 

  • Isenção de testagem para quem levou dose de reforço há mais de 14 dias para acesso a atividades em que seria necessário apresentar teste negativo;
  • Para quem não tem dose de reforço, é necessário apresentar teste: na visita a lares ou estabelecimentos de saúde, grandes eventos ou eventos sem lugares marcados ou em recintos improvisados e recintos desportivos (salvo decisão da DGS).

Escolas: 

  • Recomeço das aulas a 10 de janeiro;
  • Não há isolamento de turmas em presença de caso positivo (só se existirem coabitantes);
  • Testagem nas próximas duas semanas;
  • Está em curso até dia 9 a vacinação "de todas as crianças entre os 5 e os 11 anos e do pessoal docente e não docente".

Teletrabalho: 

  • Obrigatório até 14 de janeiro;
  • Teletrabalho recomendado a partir dessa data.

Estabelecimentos comerciais: 

  • Lotação de uma pessoa por 5 m2;
  • Termina proibição de saldos e promoções.

Bares e discotecas: 

  • Atividade pode recomeçar a partir de dia 14;
  • É necessário teste negativo para acesso;
  • Proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública.

Fronteiras: 

  • É obrigatório um teste negativo para entrar no país por via aérea;
  • Mantém-se as sanções para os passageiros e para as companhias aéreas que não cumpram a norma.

Certificado digital: 

  • Necessário para acesso a restaurantes, estabelecimentos turísticos, alojamento local, espetáculos culturais, eventos com lugares marcados e ginásios.

Eventos: 

  • Não há limitação quanto à lotação, apenas se aplicam as regras de certificado e/ou testagem.

No dia 30 de janeiro de 2022 saiba onde pode votar na Freguesia de Santo António. A Assembleia de Voto da Freguesia de Santo António foi desdobrada em 14 seções de voto que vão funcionar nos seguintes locais:

- Secções de Voto de 1 a 3 - EPAL, Edifício Sede na Avenida da Liberdade, 24;

- Secções de Voto de 4 a 8 - Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), Palácio dos Condes de Redondo, na Rua de Santa Marta, 56;

- Secções de Voto de 9 a 14 - Stand de Automóveis C.Santos, Rua da Escola Politécnica, 261.

Consulte o Edital, AQUI.

Para verificar o local e secção de voto:

  • Consulte on-line em https://www.recenseamento.mai.gov.pt/ ou
  • Envie um SMS para o n.º 3838 com RE (ESPAÇO) Número de Identificação civil (ESPAÇO) Data de Nascimento, no formato AAAAMMDD Ex. RE 987897987 20021225.

Pode esclarecer as dúvidas relacionadas com a eleição através da Linha de Apoio ao Eleitor. Ligue 808 206 206 / +315 213 947 101

Podemos nós continuar a permitir que os Lisboetas continuem a sair de Lisboa?

Que a cidade os expulse, e que se vejam obrigados a procurar, longe das suas vidas e das suas gentes, um (re)começo no escuro?

A questão-chave é habitação. A existência e as condições da habitação na cidade, ou seja Politicas Públicas de Habitação.

É preciso olhar para o património disperso da Câmara Municipal de Lisboa (mais de 3000 fogos), recuperar o mesmo e colocar essas casas no mercado de arrendamento, a preço realmente acessível, até com discriminação positiva para jovens lisboetas em início de vida, com filhos ou sem.

É necessário voltar a estabelecer ligações e âncoras para as famílias conseguirem voltar a criar "alfacinhas" novamente na cidade que tanto amamos, pois só com Alfacinhas, Lisboa irá viver mais 900 anos, como até aqui.

Precisamos também de novas regras no que diz respeito às casas já existentes, firmes, concretas e sem zonas cinzentas, que impliquem a responsabilização de todos, inquilinos e proprietários (com especial enfoque no maior, a CML)

Sei bem que isto só não chega, é preciso também construir. Mas de forma a não sectorizar ou tornar a cidade ainda mais classista, como os últimos 14 anos de governação a transformou pelas mãos do anterior executivo camarário. Aliás, só encontrando comparação na Nova Iorque do arqº Robert Moses, aquele que até viadutos mais baixos construiu, para evitar a passagem de transportes públicos utilizados pelas Pessoas que não dispunham de transporte próprio para chegar às novas zonas construídas com o dinheiro de todos. Faz lembrar o filme distópico de ficção "In Time" (Sem Tempo) com Justin Timberlake, onde, entre outras coisas, existiam diversas fronteiras físicas entre as zonas da cidade dos mais abastados e aquelas onde habitavam os que pouco tinham.

Maior erro não pode haver, Lisboa não pode ter Lisboetas de 1ª e de 2ª. Lisboa precisa e sempre precisou de todos.

E, por falar em filmes, deixo aqui uma sugestão a quem tiver HBO: Vejam o "Show Me a Hero", com o Óscar Isac, sobre política de habitação, uma história verídica.

Mas o atual Partido Socialista em Lisboa, teima em querer continuar a manter, uma vez mais, transformar Lisboa numa cidade apenas e só para os têm MUITO dinheiro, relegando uma vez mais os Lisboetas para uma espécie em vias de extinção, mercê da sua visão de DDT, sem perceberem ainda que NÂO ganharam as eleições, e que nós, os Lisboetas que restam, NÃO SOMOS DANOS COLATERAIS.

A Habitação por si é um direito consagrado na constituição. E desta, a Habitação é uma necessidade. Na minha opinião, só é uma necessidade, porque ainda ninguém teve coragem de fazer as coisas como deve de ser: deixar cair a palavra SOCIAL à frente da palavra HABITAÇÃO e tratar do assunto como um todo, fazendo da palavra Habitação algo que rima com coração, com dignidade. É o dever de quem é eleito. E para isso é preciso uma nova política de Habitação pública em Lisboa.

E habitação tem também a ver com infraestruturas eficazes de mobilidade e de serviços. Lisboa tem que dar aos Lisboetas e/ou a quem nela habita soluções pragmáticas, práticas e reais.
Lisboa, como cidade universitária que é, tem de ter, por exemplo, salas de estudo abertas 24 horas por dia para os universitários.

Cinco salas espalhadas pela cidade, estrategicamente para que TODOS os estudantes consigam aceder. Mas não as pode só anunciar, tem de as concretizar.

Temos que cumprir o nosso dever destemida e eficazmente para defender as Pessoas, os Lisboetas, numa questão que só importa aos homens e às mulheres que realmente se preocupam com a nossa cidade, a virtude, a virtude de defender os Lisboetas e LISBOA como se de uma crença se tratasse, a cumprir o nosso dever, a cumprir o que concebemos e prometemos quando nos candidatamos, para que no fim todos possamos sair a ganhar.

Se isso acontecer, quem ganha é LISBOA!

Agora, para que daqui a uns anos Lisboa e os Lisboetas se lembrem que houve um ponto de viragem, tem de existir uma equipa que tenha a ousadia de sonhar com uma cidade cheia deLisboetas outra vez, e a capacidade de tecnicamente o começar a executar.

Com políticas pensadas de habitação, de mobilidade, de integração. No terreno e não nos gabinetes.

Trazer, e manter Pessoas em Lisboa tem de ser um desígnio. Pode não ser conseguido em 4 anos, bolas, nem em 8 ou até nos próximos 20 anos. Mas o primeiro passo tem de ser dado, e já. E o primeiro passo é o início da mudança, da viragem, do caminho. Para que daqui a 20 anos se diga que fomos nós que invertemos a tendência, que começamos. AGORA é o tempo.

Porque agora são efetivamente NOVOS TEMPOS.

Artigo de Opinião do Presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Lisboa, no Jornal de Notícias (04 de janeiro de 2022)

Os cidadãos que estejam impedidos de se deslocar à assembleia de voto no dia da eleição para a Assembleia da República, a 30 de janeiro de 2022, podem votar antecipadamente, em território nacional:

- Doentes internados em estabelecimentos hospitalares - entre 27 de dezembro e 10 de janeiro;

- Presos não privados de direitos políticos - entre 27 de dezembro e 10 de janeiro;

- Em Mobilidade - entre 16 e 20 de janeiro;

- Em confinamento obrigatório – COVID-19 - entre 20 e 23 de janeiro;

- Internados em estruturas residenciais (lares) ou instituições similares - entre 20 e 23 de janeiro.

Todos os eleitores que, no dia da eleição, se encontrem numa destas situações podem requerer, no Portal do Eleitor em https://www.votoantecipado.mai.gov.pt/, ou por via postal, à administração eleitoral da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o exercício do direito de voto antecipado.

Considerando as medidas anunciadas pelo Governo, designadamente o encerramento de bares e discotecas a partir de dia 26 de dezembro, os horários dos postos de testagem de rua foram ajustados, mas com reforço das equipas presentes em cada local.


A partir de hoje, dia 27 de Dezembro, os postos de testagem de rua em Lisboa vão ter os seguintes horários:

  • Largo Camões: Das 18h às 22h (segunda a sábado);
  • Santos: Das 18h às 22h (segunda a sábado);
  • Príncipe Real: Das 18h às 22h (segunda a sábado);
  • Cais do Sodré: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h | Das 18h às 22h (segunda a sábado);
  • Martim Moniz: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h;
  • Restauradores: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h;
  • Campo Pequeno: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h;
  • Belém: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h;
  • Parque das Nações: Das 9h às 13h | Das 14h às 18h.

A 1 de janeiro todos os postos de testagem estarão encerrados.

Fonte: Câmara Municipal de Lisboa (CML).

Previous Next

Trapezistas que fazem saltos mortais duplos, patinadores, espetáculos de luzes, mágicos e muitas outras acrobacias. Assim decorreu o Circo de Natal a 19 de dezembro, no Coliseu dos Recreios, que trouxe a magia da quadra aos fregueses de Santo António, a quem a freguesia ofereceu bilhetes para o espetáculo.


Esta foi mais uma forma de apoiar a cultura nestes tempos conturbados, tal como referiu o presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Vasco Morgado.


“A Freguesia de Santo António não podia deixar de estar ao lado da cultura. A cultura é importante, é segura e tem que continuar. Não há melhor coisa que um país que tenha um cofre cheio de cultura”, declarou o presidente.


Na fila para o espetáculo encontrámos miúdos e graúdos, famílias e casais que aproveitaram o a ocasião para passar a sua tarde de domingo. Foi o caso de Sandra Bárbara, que decidiu trazer a família dado que o filho mais novo “ainda era muito pequeno da primeira vez que foi ao circo, pelo que achámos interessante trazê-lo novamente”.


Este circo não incluiu números com animais, algo que Rogério Montês considerou como um ponto a favor do espetáculo: “Gosto mais da parte de malabarismos e tudo o que tenha a ver com o desempenho físico dos elementos circenses. Os animais acho que é quase tortura, fora do ambiente do palco” afirma.


No âmbito das medidas nacionais de combate à COVID-19, os espectadores maiores de 12 anos apresentaram à entrada do Coliseu o Certificado Digital Covid da EU ou um teste negativo ao SARS-CoV-2. Excluiu-se a modalidade autoteste.

No próximo dia 22 de dezembro de 2021, pelas 18h00, decorre a Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia de Santo António por videoconferência, com a seguinte Ordem do Dia:

Ponto 1: Informação Trimestral do Presidente (4º trimestre 2021);

Ponto 2 : Análise, discussão e deliberação da Proposta nº 042_A_AF/21 - Mapa de Pessoal da Freguesia de Santo António – 2022;

Ponto 3 : Apresentação, análise e votação da proposta nº 045_A_AF de Opções do Plano e Orçamento para 2022;

Ponto 4 : Análise, discussão e deliberação da Proposta nº 046_A_AF/21 – Nomeação SROC para 2022;

Caso pretenda participar a inscrição deve ser feita até 21-12-21, 14h00, indicando o nome e morada através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. para receber o link de acesso à reunião por videoconferência.

Para aceder ao edital clique AQUI

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou, ontem à tarde, dia 14 de dezembro de 2021, por maioria proposta da Freguesia de Santo António (Lisboa) de elevar Teatro de Revista a Património Imaterial da Humanidade (UNESCO).

A proposta não teve votos contra, embora o Partido Socialista e os Cidadãos por Lisboa tenham optado pela abstenção.

A Freguesia de Santo António, sendo a freguesia lisboeta com maior número de teatros, e também a casa do Parque Mayer, decidiu levar a votos na Assembleia Municipal de Lisboa a proposta de elevar o “Teatro de Revista” a Património Imaterial da Humanidade (UNESCO).

A proposta, levada por Vasco Morgado, no seu duplo papel de Presidente da Freguesia de Santo António e também de deputado municipal pelo PSD, teve larga aceitação na reunião da Assembleia Municipal de Lisboa, assim como também o tinha tido em sede de Assembleia de Freguesia.

"Tirem tudo ao alfacinha, mas não lhe tirem a Revista!" referiu Vasco Morgado na apresentação da recomendação à Assembleia Municipal de Lisboa, citando André Brun, humorista e escritor português do séc. XIX e cofundador da Sociedade Portuguesa de Autores. 

A sua intervenção, aplaudida por todos os setores, excetuando-se o Partido Socialista, incluía ainda uma recomendação à Câmara Municipal de Lisboa no sentido de considerar o Teatro de Revista como "atividade cultural representativa da cidade de Lisboa".

A proposta refere ainda a necessidade de a Câmara Municipal de Lisboa sensibilizar "os órgãos de soberania, em particular o Presidente da República, a Assembleia da República e o Governo, (…) para a importância desta candidatura".

O Teatro de Revista, enquanto género, nasceu em 1850 no "Teatro Gymnasio", pela mão de Francisco Palha e Latino Coelho, com espetáculos de curta carreira, até que em 1879 aparece autonomamente com a peça “Viagem à volta da parvónia”, da autoria de Guerra Junqueiro.

“O Teatro de Revista fixou-se no Parque Mayer no início do séc. XX” lembra o Presidente da Freguesia de Santo António, e “contou com artistas como Beatriz Costa, Palmira Bastos, Teresa Gomes, Vasco Santana, António Silva, Milú, Ribeirinho, Amália, Anita Guerreiro, João Villaret ou Laura Alves” e é, ainda hoje, “o tipo de Teatro que leva mais público às salas”.

“Penso que acima das ideologias ou posições políticas, devem estar sempre os interesses dos lisboetas e da cultura” declarou Vasco Morgado em relação à abstenção dos setores socialistas. “Não há maior riqueza para um país, do que um cofre cheio de cultura”.

Vasco Morgado lembrou ainda que a reabilitação do Parque Mayer está de novo em cima da mesa com a vitória da coligação NOVOS TEMPOS LISBOA nas últimas eleições autárquicas, que colocou o projeto da Freguesia de Santo António “Parque Mayer 2.0”- como parte integrante do seu programa eleitoral.

A Freguesia de Santo António volta a presentear os seus fregueses com a tradicional Festa de Natal a 20 de dezembro, às 21h00, no Cinema São Jorge.

Desta vez trazemos o espírito natalício à freguesia com a atuação do coro Stacatto, que irá interpretar uma série de cânticos de Natal. A entrada é gratuita, no entanto, o Cinema São Jorge tem em vigor medidas de contingência que devem ser tidas em conta.

Para além do uso obrigatório de máscara, as pessoas com mais de 12 anos devem apresentar um dos seguintes comprovativos à entrada:

  • Certificado Digital Covid da União Europeia nas modalidades de vacinação completa, testagem com resultado negativo (antigénio nas últimas 48 horas ou PCR nas últimas 72 horas) ou de recuperação (há mais de 11 dias e menos de 180 dias);
  • Comprovativo de vacinação completa (Janssen, AstraZeneca, Moderna ou Pfizer) ou de recuperação emitidos por países terceiros;
  • Comprovativo laboratorial de testagem negativa ao SARS-CoV-2 (antigénio nas últimas 48 horas ou PCR nas últimas 72 horas).

Lembramos ainda que não são admitidos autotestes.

Venha aproveitar a cultura em segurança com a sua freguesia e celebrar o espírito do Natal.

O mês de dezembro começa na Freguesia de Santo António com uma campanha amiga do ambiente e dos nossos canídeos.

Queremos reduzir o uso de plástico bem como mudar comportamentos no que respeita aos sacos de dejetos caninos. A Freguesia de Santo António, como muitas outras freguesias da cidade, fornecia esses sacos através de dispensadores instalados nos jardins.

“Verificávamos que as pessoas os usavam de forma irresponsável e para diferentes finalidades. Em substituição passaremos a fornecer gratuitamente sacos biodegradáveis que passam a ser entregues mensalmente nos polos de atendimento associado a canídeos registados na freguesia”, explica Vasco Morgado, Presidente da Junta da Junta de Freguesia de Santo António.

 

Caraterísticas dos sacos e dispensadores: 

Os sacos são grandes (22.5x33cm), fortes com aroma de menta fresca. São feitos de: PE plástico e aditivo D2W.

Os dispensadores portáteis de sacos de dejetos caninos são leves, encaixam na maioria dos fios. Feitos de pó de bambu, polipropileno, amido de milho, casca de farelo e cascas de arroz.

Uma solução ambientalmente responsável para reforçar comportamentos de consumo consciente, reduzindo o consumo de plástico como pretendemos promover o registo de canídeos na Freguesia de Santo António.

Uma campanha, limitada ao stock existente, que neste mês de dezembro pretende testar a adesão dos fregueses para dar continuidade no ano de 2022.

Desenvolvemos a campanha em parceria com o departamento de Ambiente Urbano e Sustentabilidade, Espaço Público e Secretaria Geral da Freguesia de Santo António.

  

 

 

Previous Next

Esta quinta-feira, 25 de novembro, a Freguesia de Santo António organizou o primeiro Passeio Sénior desde a chegada da pandemia por COVID-19. Esta viagem, entre Fátima e a Nazaré, contou com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Vasco Morgado.

O dia já tinha clareado quando os dois autocarros partiram do Largo de São Mamede e da Avenida rumo a Fátima. Do grupo de 96 seniores que participaram neste passeio, foi possível encontrar várias caras conhecidas de passeios anteriores e proporcionar bons momentos de convívio.

Entre eles esteve João Rodrigues, que “vem sempre que a freguesia tem passeios para andar”. Recorda-se da primeira vez que visitou Fátima, em 1967, por ocasião da visita do Papa Paulo VI: “Fátima é o melhor sítio onde me podem levar. Na primeira vez vim no jipe da tropa, diretamente de Santa Margarida”, recorda.

Também Armando Ribeiro visitou o santuário em 1967 juntamente com a sua mulher, Maria Ribeiro. Desde então, Maria já fez a peregrinação a pé três vezes, com o marido sempre a acompanhá-la de carro.

“Temos vindo a todos os passeios da freguesia. Desta vez não viemos cumprir nenhuma promessa, foi mais por devoção. Quando chegamos aqui sentimos alguma coisa diferente. É uma terra que a gente não se farta e tentamos vir sempre uma a duas vezes por ano”, conta Armando Ribeiro.

Se por um lado uns foram movidos pela devoção, Maria Beja foi movida pela curiosidade, uma vez que nunca tinha visitado Fátima.

“Já vi o santuário muitas vezes na comunicação social, mas vir ao local é diferente. Fora daquelas enchentes [de pessoas] tem-se uma perceção muito melhor. Por exemplo, achei os vitrais da igreja espetaculares. A igreja em si está muito bonita, simples, mas os vitrais estão qualquer coisa”, afirma.

Desta vez os fregueses não tiveram a visita do Papa, tal como se recordam de 1967. No entanto, este passeio não deixou de revelar uma surpresa muito especial: uma missa dedicada aos peregrinos de Santo António. E, em alusão ao passeio, a viagem de autocarro ficou marcada por um quizz com curiosidades sobre Fátima, tendo-se premiado o freguês com o maior número de respostas corretas.

Ver o mar da Nazaré pela primeira vez

Terminada a visita ao Santuário da Nossa Senhora de Fátima, foi tempo de almoçar no restaurante Dom Nuno, um espaço amplo onde todos puderam estar de forma confortável e segura. O autocarro seguiu então para a Nazaré, onde uns revisitaram memórias de outros tempos e outros viram o mar desta vila pela primeira vez.

“Estive muitas vezes para ir à Nazaré, mas nunca calhou. Conheço a Praia das Maçãs e já me disseram que as ondas são muito parecidas, mas nunca vi as da Nazaré”, conta Maria Valente.

As recordações de outros tempos estiveram sempre presentes neste passeio. Aliás, foi por esse motivo que se escolheram estes dois locais para o Passeio Sénior, como explica Vasco Morgado.

“Decidimos vir a Fátima porque houve muita gente que fez as suas promessas durante a pandemia. Já a Nazaré era o sítio onde se passava férias, o que faz com que os nossos fregueses se lembrem de outros tempos e vivências. É um reavivar de memórias e das nossas ações culturais com os nossos jovens da idade de ouro”, declara o presidente da Junta de Freguesia de Santo António.

Sobre a retoma dos passeios seniores, o presidente explicou que, dada a ausência de constrangimentos até à data, foi decidido fazer o passeio “porque estava a fazer imensa falta aos nossos seniores poderem voltar àquilo que gostam e ao que os habituámos, na qualidade das propostas de passeios e tempos livres que proporcionamos. Era urgente tirá-los de casa com esta finalidade”.

Num balanço positivo por todos os que frequentaram o passeio, apesar de alguns momentos de chuva durante a viagem, este terminou com um pôr do sol sobre o mar da Nazaré. Ou, como colocou Maria Beja: “a Nazaré é sempre bonita e hoje encomendaram um céu maravilhoso”.

Esta quinta-feira, dia 25 de novembro de 2021, após reunião de Conselho de Ministros, o primeiro-ministro apresentou novas medidas que evitem o alastramento da Covid-19.

A partir do dia 1 de dezembro é declarada a situação de calamidade. Como tal:

- As máscaras são obrigatórias em espaços fechados e em todos os recintos não excecionados pela Direção Geral da Saúde (DGS).

- O certificado digital é obrigatório no acesso a:
Restaurantes;
Estabelecimentos turísticos e alojamento local;
Eventos com lugares marcados;
Ginásios.

- O teste negativo é obrigatório (mesmo para vacinados) no acesso a:
Visitas a lares;
Visitas a pacientes internados em estabelecimentos de saúde;
Grandes eventos sem lugares marcados ou em recintos improvisados e recintos desportivos;
Discotecas e bares.

- Nas fronteiras:
Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal;
Sanções fortemente agravadas para as companhias de aviação.

Na semana de contenção de contactos (2 a 9 de janeiro de 2022):

- Teletrabalho obrigatório;
- Recomeço das aulas a 10 de janeiro;
- Encerramento de discotecas.

 

As inscrições para as Férias de Natal do Projeto Bússola estão abertas a partir de hoje, dia 23 de novembro e até ao dia 10 de dezembro!

Para jovens dos 10 aos 16 anos, estão preparadas divertidas atividades para os dias 20 a 23 de dezembro e 27 a 30 de dezembro.

Inscrições na sede e polo da freguesia:

Polo Alexandre Herculano – Rua Alexandre Herculano, 46, R/C ESQ.:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 12h00 às 13h00

Sede – Calçada do Moinho de Vento, 3:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 13h00 às 14h00

Para aceder à ficha de inscrição, carregue AQUI.

A partir de hoje, dia 23 de novembro, e até ao dia 10 de dezembro estão abertas as inscrições para as Férias de Natal da Freguesia de Santo António.

Entre idas ao cinema, teatro e museus, muitas serão as atividades que vão fazer as delícias das crianças dos 4 aos 14 anos, entre os dias 20 e 23 de dezembro e 27 e 30 de dezembro. 

As inscrições decorrem na sede e no polo da freguesia:

Polo Alexandre Herculano – Rua Alexandre Herculano, 46, R/C ESQ.:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 12h00 às 13h00

Sede – Calçada do Moinho de Vento, 3:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 13h00 às 14h00

Para aceder à ficha de inscrição, carregue AQUI

A partir da próxima segunda-feira, 22 de novembro, os horários do atendimento presencial na Freguesia de Santo António serão alterados.
 
  • Polo Alexandre Herculano e Espaço Cidadão – Rua Alexandre Herculano, 46, R/C ESQ.:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 12h00 às 13h00
 
  • Sede – Calçada do Moinho de Vento, 3:
Abertura – 09h00
Encerramento – 17h00
Encerra para almoço das 13h00 às 14h00

A Freguesia de Santo António tem uma nova rubrica: SIGA-NOS.

Temos estado atentos ao crescimento das diferentes plataformas de comunicação que surgem online. E não só estamos atentos como estamos presentes.

No Youtube (Freguesia de Santo António – Lisboa) desde o dia 7 de novembro de 2013.

No Facebook (@FreguesiaSantoAntonioLisboa), desde 13 de novembro de 2013.

No Instagram (freguesiasantoantoniolisboa), desde 13 de maio de 2016.

A 11 de janeiro de 2021, foi lançado o WhatsApp Santo António (933 103 103), uma plataforma que permite colocar questões e reportar ocorrências no espaço público da freguesia.

A 23 de março de 2021 anunciámos a nossa presença no Twitter. E mais recentemente marcámos presença no Linkedin e no Tik Tok.

Uma forma de estarmos mais perto e de abrangermos diferentes públicos. Mas queremos mais. Por isso, no mês de novembro de 2021, criámos a nossa placa “Siga-nos” e andamos a percorrer a nossa freguesia para que mais pessoas nos possam encontrar.

Semanalmente são partilhadas fotografias em diferentes locais e com situações diversas nas nossas redes sociais. As pessoas são desafiadas a encontrar o “Siga-nos”, através de algumas indicações, para que nos SIGA, PARTILHE e IDENTIFIQUE.

Queremos chegar a mais pessoas e aumentar esta que é a grande família da Freguesia de Santo António, a melhor freguesia de todas.

Fique atento ao “Siga-nos”.

Previous Next

Será que os genes controlam os nossos comportamentos? Esta foi a questão chave da tertúlia literária deste trimestre da Ciência na BACS 1 livro 1 cientista, que teve lugar na Biblioteca Arquitecto Cosmelli Sant’Anna (BACS). Desta vez, o destaque foi para a obra O Gene Egoísta, de Richard Dawkins.

A sessão contou com a presença de Diana Prata, neurocientista e coordenadora do Diana Prata Lab, do Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Numa conversa informal, Diana Prata explicou um pouco do seu percurso e do trabalho que desenvolve em laboratório, ao mesmo tempo que desvendou alguns dos segredos por detrás dos genes e da sua influência no meio ambiente.

Há muito que se debate o que tem maior peso nos nossos comportamentos, se a genética, se o ambiente em que crescemos. No entanto, não depende apenas de um dos fatores, uma vez que “os genes e o meio ambiente interagem a vários níveis”.

“Os genes não controlam tudo e o ambiente é muito ao acaso: o clima, a geologia são coisas externas aos genes. No entanto, os genes criam veículos que se adaptam cada vez mais a esse ambiente, gerando organismos que conseguem modificar o ambiente”, explica a neurocientista na sessão que juntou vários interessados por esta área da ciência.

A próxima tertúlia literária terá lugar em janeiro. Esteja atento às nossas redes sociais e não se esqueça: faça a sua inscrição para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

MAGAZINE SANTO ANTÓNIO

APP DESCUBRA PORTUGAL SANTO ANTÓNIO

Uma aplicação útil, dinâmica e apelativa que permitirá ajudar os nossos fregueses e visitantes a explorarem a Freguesia. O utilizador tem acesso a informação sobre sítios a descobrir, a agenda de eventos, onde dormir, comer ou fazer compras, para além de mapas dedicados a rotas e percursos, avaliações e comentários.

 

Para mais informações comunicacao@jfsantoantonio.pt

Descarregue aqui a APP

Disponível em iOS e Android

Search