Pelo quarto ano os alunos da Universidade Sénior de Santo António de Lisboa (USSAL) demonstraram que independentemente da idade nunca é tarde para aprender a tocar um instrumento. Haja força de vontade e persistência por parte de alunos e professores que, no dia 22 de junho, prepararam o recital dos alunos de piano e flauta transversal na Igreja de São Mamede, com o apoio da Freguesia de Santo António.

Um trabalho levado a cabo pelo Professor Maestro Carlos Cordeiro onde foi possível ouvir, perante uma assembleia cheia, obras de Villani Cortes, John Thompson's, Thomas Bayly, Mozart, Henry Van Gael, Annick Chartreux, Sidney Arodin, Morris, Albert, Gabriel Fauré, Massenet, C. Galos, Gluck, Badarzewska, Brahms e J.Strauss.

Vasco Morgado, Presidente da Freguesia de Santo António, Sara Amâncio, Presidente da Assembleia de Freguesia e o Padre Ismael Teixeira, Pároco da Igreja de São Mamede, marcaram presença.

No final o presidente da freguesia agradeceu o trabalho, a dedicação e a “força de vontade com que a professora Maria Antónia (responsável pela área pedagógica da USSAL) tem conseguido levar a bom porto a universidade sénior”. Como realçou o “profissionalismo dos alunos” que tornaram a tarde de sábado inesquecível.

O Padre Ismael sentiu-se grato por presenciar um momento como este onde se vê “que não há impossíveis. É sempre tempo de aprender e obrigada por nos demonstrarem isso”.

Uma forma de conhecer a oferta curricular desta universidade que pretende que os seniores partilhem saberes, experiências de vida e criem laços.