A Freguesia de Santo António, em Lisboa, recebeu o Prémio Autarquia do Ano nas subcategorias de Medidas Covid-19, Consciencialização Política e Literatura. Em causa estiveram a campanha “Os Super-Heróis do dia-a-dia” e os projetos “Notícias Bússola” e “Programa da Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’Anna (BACS)", respetivamente.

“Este prémio deixa-nos muito orgulhosos porque vem reconhecer o trabalho das equipas da Freguesia de Santo António, que nunca baixaram os braços face à adversidade da pandemia”, declara Vasco Morgado, presidente da Junta de Freguesia de Santo António.

A campanha “Os Super-Heróis do dia-a-dia” teve o intuito de reconhecer o trabalho dos colaboradores da Freguesia de Santo António durante a quarentena. Por forma a honrar o esforço destas equipas, foi realizada uma campanha de comunicação em suportes físicos e digitais – através de um vídeo, publicações nas redes sociais e um calendário – que foi replicada por 35 órgãos de comunicação social, nacionais e estrangeiros, de sete países – Portugal, Brasil, Malásia, Japão, Reino Unido, Estados Unidos da América e Espanha.

Já o "Notícias Bússola" surgiu no âmbito de dotar os mais jovens de capacidade crítica e autonomia, através da criação de um noticiário televisivo sobre os acontecimentos da Freguesia. Inserido nas atividades extracurriculares do Projeto Bússola – um centro de atividades da freguesia –, os jovens dos dez aos 14 anos adquirem conhecimentos jornalísticos, que lhes dão ferramentas para produzir um pequeno noticiário. O resultado final é publicado posteriormente nas redes sociais da Freguesia de Santo António.

Por fim, o "Programa BACS" dinamiza mensalmente atividades literárias para miúdos e graúdos. Sejam sessões de leitura ou atividades científicas, o saber não ocupa lugar nesta biblioteca, que organiza cinco tipos de atividades: Canto do Conto, Ciência na BACS Júnior, Contos com Memória, Clube de Leitura e a tertúlia literária 1 livro, 1 cientista – que já contou com a presença do virologista Pedro Simas, da bióloga marinha Ana Pêgo e ainda do astrofísico João Lin Yun.